1.23.2007

A PATINHA NOS OVOS... OU VICE-VERSA


UPGRADE

Gente, eu sei que é humor negro. Mas me mandaram esta foto de uma suposta nova trepada aquática da Patinha, agora durante a enchente em São Paulo, e eu confesso: não resisti.
Desta vez, atire a primeira pedra aquele que resistiria!



Atendendo a inúmeros pedidos (do Gabriel) e cobranças (do Serbon) hoje vou cumprir a promessa feita na semana passada e falar sobre a patinha que sentou nos ovos, na praia. Com Tato e sem muito tato, diga-se de passagem.

Confesso uma preocupação: se a jovem (eu ia escrever moça, mas acho que não combina) conseguiu tirar do ar o You Tube, imagine-se o que não pode acontecer a este humilde blog... talvez um banimento perpétuo, para dizer o mínimo. Mas vou correr o risco; sou muito pequeninho, ninguém repara em mim.

A primeira pergunta, que tenho visto ser muito repetida, é: a Daniela estaria certa ou errada? Tenho a certeza que a minha resposta, por ser de uma simplicidade cristalina, vai acabar com a dúvida, de uma vez por todas.

Porque é inegável que a Daniela tem (ou não tem) o mesmo direito que qualquer outra pessoa, de trepar na praia. Famosos ou não, os direitos são os mesmos. Quem nunca trepou na praia, portanto, sinta-se à vontade para atirar a primeira pedra.

Segunda pergunta: o fotógrafo errou em filmar? Mais uma vez a resposta se impõe, lógica e cristalina: o mesmo direito que tinha (ou não tinha) de filmar qualquer outro casal, comprando pipoca ou passeando na praia. Atire a primeira pedra aquele que nada tenha de voyeur.

E ele tinha o direito de vender? Ora, vamos! O cara vive disso, tem nas mãos um filme que pode render uma grana... e não vai vender por que?! Aqui, o direito de atirar a primeira pedra cabe a quem não gosta de dinheiro... ou não precisa comer todo dia!

Se o You Tube tinha o direito de exibir? Pombas, ele é um site de postagem de vídeos... existe para isto. O cara vai lá e posta... simples assim. Diante do volume de postagens, não acredito que o site tenha a menor condição de controlar o que exibe.

Chegamos, portanto, à última pergunta: e o casalzinho estava certo em processar o You Tube? Aqui, realmente, acho que não. Caberia um processo se alguma calúnia houvesse sido levantada... mas pela exibição de um filme com algo que eles realmente fizeram?!

Porque este é o meu ponto: a cada direito corresponde um dever. E responsabilidade consiste em pesar as conseqüências de algo, antes de fazê-lo. Quer fazer? Faça. Mas não chie, na hora de pagar a conta.

Quer privacidade? Vá trepar no quarto! E aí, sim: se alguém lhe filmar, pode processar; é invasão de privacidade. Mas processar alguém por exibir uma cena filmada em público, numa praia cheia de gente? É meio forçado, me parece. E as pessoas que viram a trepada, ao vivo e em cores? Vão ser processadas também? Ou o casal é que invadiu a privacidade delas?

Claro, eu posso estar errado. Mas esta é a minha opinião.


(A imagem, se não me engano, peguei no Kibe Loco. Engraçada, não é?)

6 Comments:

Anonymous Kellyn said...

Olá Flávio...Olha...Concordo com vc em gênero, número e grau.... Está certíssimo e acredito que, como nós, muitas pessoas pensam assim... Se não quer que aconteça o "pior", não faça nada "errado".... Ela n tinha nenhum direito d processar ninguém, se fez, aguenta...
Continua postando tuas opiniões, que adoro ler...
Passa no meu depois...Beijos

7:50 PM  
Blogger Flávio said...

brigado, Kellyn. Esta é uma coisa em que eu, realmente, acredito: fez... aguente a volta, oras! :) Vou lá, sim... tb gosto do que vc escreve. ;) Bjs

5:49 PM  
Blogger Escorpiana Explosiva said...

Fiz um blog para mim e te adicionei lá Espero que não se importe.

7:46 PM  
Blogger Flávio said...

Escorpiana, e pq me importaria? Até já estive lá e gostei. Portanto, agradeço! :) Agora... escorpiana explosiva é pleonasmo, viu? ;) Bom fds

1:29 PM  
Anonymous gabriel said...

Oi Flávio!

Mais uma vez, concordo com você!
As pessoas tem que ter ciência que elas são livres para fazer as coisas, mas as ações tem reações, e elas, a partir do momento que querem desfrutar dessa liberdade, tem que ter consciência disso!

E a imagem, apesar da situação não ser boa, é muito engraçada! xD

Um grande abraço!

7:19 PM  
Blogger Flávio said...

Por aí, Gabriel!... este é o espirito da coisa! :) Abraço grande

12:14 AM  

Postar um comentário

<< Home