12.21.2006

FELIZ NATAL!

Eu não sou um homem profundamente religioso. Já o fui, mas esta é uma das ilusões que a vida se encarregou de me tirar.

Entretanto, devo confessar que amo o Natal. Talvez, nem tanto por religião; mais por misticismo e pelas lembranças que ele me provoca. A verdade é que ainda consigo sentir algo diferente no ar, nesta época do ano; como se as pessoas estivessem mais dispostas a sentir, a amar, a ser felizes.

Claro, pode ser que isto exista apenas em mim; mas é uma impressão agradável, acreditem. Torna mais fácil acreditar em nós mesmos, naqueles que nos cercam e em um Deus que nos proteja e mantenha vivos pela eternidade.

Até onde mais longe conseguem voltar as minhas lembranças, lá em casa o Natal sempre foi uma festa especial. Recordo a árvore enfeitada, bem maior do que eu, as luzinhas piscando, a ponteira brilhando lá no topo.

Lembro de mim mesmo, entre meus 3 irmãos, de calças curtas, perambulando entre os adultos. A mesa, farta, era uma festa para os olhos e o paladar: castanhas portuguesas, nozes, amêndoas, figos e tâmaras secos, frutas cristalizadas, rabanadas, peru, queijo cuia, tender, presunto... tantas delícias, que só naqueles dias nos era dado desfrutar.

Recordo as músicas, sempre as mesmas: Noite Feliz, Jingle Bells, Tannembaum (é assim que se escreve?), e a que eu mais gostava: “Botei meu sapatinho/na janela do quintal...”, alguém se lembra? Altamiro Carrilho, Papi Galan, Luiz Bordon, Carequinha... naquele tempo não existiam Simone, Xuxa, nem o Coral da Globo. As harpas dominavam o Natal.

Quando menores, dormíamos mais cedo e na manhã seguinte era a farra de abertura dos presentes. A partir de certa idade, já podíamos acompanhar os adultos à Missa do Galo e na volta... ó maravilha! Lá estavam os presentes, arrumadinhos, no pé da árvore: Papai Noel já havia passado. Hoje, entendo porque meu pai sempre dava uma saidinha durante a missa.

Já adolescentes, à meia-noite de Natal precisávamos estar em casa, para comemorar em família. Regra não negociável, que me custou muitas rusgas com as namoradinhas. Mesmo depois do divórcio, minha mãe mantinha a norma... e isso ajudou a nos manter unidos como família, acreditem.

Aos poucos, fomos saindo de casa e a vida nos separou: trabalhando em cidades diferentes, tornou-se muito difícil festejarmos juntos. Cada um se tornou seu próprio provedor, Papai Noel e animador de suas próprias festas.

As coisas mudaram; hoje, mesmo no Natal, a TV é a maior presença, na maioria das casas. Difícil aquele bate-papo de antigamente, as conversas altas e divertidas; mesmo porque alguém vai pedir silêncio, para ver a novela ou outra coisa. As pessoas são cada vez mais informadas, e as famílias são cada vez menos famílias.

Mas, eu confesso, em mim a mística do Natal permanece. E, embora todos os anos a saudade me faça derramar algumas lágrimas, pelos que já se foram, é uma tristeza doce; bem maior foi a felicidade de tê-los conhecido.

Para mim, o Natal é a festa do Amor. A melhor ocasião de abraçarmos os nossos parentes, os nossos amigos, as pessoas que nos são caras; de lhes dizermos o quanto nos são caras.

Por isto, meus amigos, entendam como me sinto. E permitam que lhes diga, de coração: obrigado, por vocês; por estarem comigo. Vocês são importantes para mim.


FELIZ NATAL!

57 Comments:

Blogger Tina said...

Flavio, Natal é a festa de amor e de confraternização. Natal é vida. Natal é gente amiga e querida. Você faz parte. Obrigada pelo carinho e pela amizade.

Que seu Natal e de seus familiares seja lindo, leve e feliz... breve prenúncio do que te desejo para 2007.

Com carinho e um beijo,

11:15 PM  
Anonymous Flavia Sereia said...

Também tenho boas lembranças dos natais que passei em familia. Agora estamos cada um morando num canto do Brasil.
Muito lindo as palavras que vc usou.
Um feliz natal para vc também.

bjs

1:19 AM  
Anonymous cilene said...

Flavio, natal pra mim sao os almocos da minha mae no dia 25..sempre feito com muito trabalho e carinho...meu amigo quero dizer que ter vc comentando no meu blog em 2006 foi um grande presente pra mim. obrigada,cilene

3:37 AM  
Blogger Marcia said...

Flávio de uns anos pra cá eu tenho gostado menos do Natal. Na verdade nunca fui uma grande fan dele :)

Mas depois de ler esse seu texto comecei a sentir uma doce saudades dos natais que eu já tive. Ou talvez, esteja sentindo saudades do seus Natais :)

Um grande abraço e um Feliz Natal pra você e toda sua família. Você foi um GRANDE amigo que a blogosfera me trouxe esse ano :)

5:48 AM  
Anonymous Anne said...

Vc tbm é muito importante para todos nós. Feliz Natal amigo. bjo

6:45 AM  
Blogger Defensor, O Maldito said...

Saudações Flavio
Uma bela manifestação sobre o Natal. Pra falar a verdade, muitas das coisas que você mencionou - como a regra de estar em casa à meia-noite para comemorar com a família - também fazem parte das minhas lembranças.
Um Feliz Natal, amigo! Paz e prosperidade!!!
Abraços
PS= hoje tem post novo lá no Defensor, é uma poesia, apareça.

7:12 AM  
Anonymous Olhos de Mel said...

Flávio, lembro de meus natais da infância e esses tenho saudades. Tempos sem preocupações, sem entendimento de mundo, de vida...
Mas meu desejo é que o Natal, seja feliz pra você e todos os amigos que você conquistou ao longo da existência do Opiniaum.
Beijos

9:02 AM  
Blogger Ricardo Rayol said...

Flavio, natal é uma época estranha pricinpalmente pra mim que moro bem longe de meus irmaos... mas mesmo assim procuro me deixar levar pelo sentimento de congraçamento e não pela correira consumista. Desejo a voce um otimo natal e um 2007 generoso. grande abraço.

9:11 AM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Ô meu querido,
que terno desabafo.
Também me sinto assim no Natal, cheia de lembranças, saudades boas invadindo espaço, cheiros e sons povoam meu pensar me levando lá atrás num tempo delicioso.
Obrigada à você pela amizade, pelos livros, pelo saber ter tão longe alguem que pensa em mim e valoriza minhas brincadeiras, obrigada pela presença constante.
Feliz Natal!!
meu carinho e lindos dias
beijossssssssssss

9:49 AM  
Anonymous junior said...

Grande Flávio, amigão.
Belas recordações.
Boas festas pra ti

9:55 AM  
Blogger Eduardo Inácio said...

A sua nostalgia (e a minha) é completamente justificável: O Natal
não é só uma comemoração, mas também um sentimento!!!

Boas Festas, Flávio!

11:37 AM  
Blogger Ana Shirley said...

Entendo o que dizes, pois natal já foi assim em minha fmailia, em outros tempos, outras vidas, era realmente uma data importante de confraterização e união...mas o tmeo se encarregou de tirar as motivações de tudo isso, mas ainda hoje há, em algum lugar perdido dentro de cada um de nós um pouco daquela energia que fazia o natal ser tão magico..enfim ou algo do tipo, muito embora hoje as lembraças ñ sejam mais tão agradaveis, srrs
de todo modo, FELIZ NATAL

11:52 AM  
Blogger Dono do Bar said...

Sabe o que é o melhor do Natal, tirando toda essa presepada? Olhar pro lado, e perceber que está com saúde, no meio daqueles que ama!

O resto é lucro.

Abraços.

DB.

12:05 PM  
Blogger Cristiano Contreiras said...

Flavio,
perdão pela minha ausência,
ando sem tempo...

um FELIZ NATAL PRA VOCÊ!

abraços

1:32 PM  
Anonymous Serbon said...

Flavio, um bom Natal pra vc, e se cuida - a ceia é uma tentação...
pena que minha avó se foi -este será o primeiro ano sem o zabaione dela... a velhinha era craque nas ceias. gemas de ovo, batidas com açúcar e um bom cálice de vinho do porto. vai pra geladeira e depois, é jogar em cima do panetone, do bolo de nozes... hmmmm ;)

1:54 PM  
Anonymous Lou Salomé said...

Ainda não fui, vim desejar um Feliz Natal e 2007 maravilhoso. Abraços

4:59 PM  
Anonymous Luma said...

Já me contaram umas histórias sobre como antigamente um menino era promovido da calça curta para a comprida. E depois a tristeza, porque no natal não eram mais brinquedos que se ganhava, era suspensórios e meias! (rs*)
Gosto do clima do natal, justamente por causa desse sentimento fraterno que brota de dentro dos corações.

FEliz natal!! Beijus

8:34 PM  
Blogger Flávio said...

Tina, tks... e o vice-versa é válido! :) Tudo de bom pra vc e família, viu?:) Bjs

11:44 PM  
Blogger Flávio said...

Não é, Xará? As coisas mudam; as lembranças ficam... graças a Deus! :) Aquela época nos fez o que somos hj! ;)

11:45 PM  
Blogger Flávio said...

Cilene, tb penso assim... sobre o Natal, claro! :) No mais... presentão foi ter conhecido vc e o Daily! :) Eu que agradeço...

11:48 PM  
Blogger Flávio said...

Márcia, é isso que vive em todos nós: saudades dos nossos natais... ou das nossas lembranças! :) Felicidades, GRANDE amiga (pois é, vc tb é!:), bom Natal a vc e toda a sua família! :)

11:51 PM  
Blogger Flávio said...

Anne, sinto que a importância é recíproca, sim... e isto me faz muito feliz! Bj gde, procê!

11:53 PM  
Blogger Flávio said...

Defensor, já li... e tá linda, mesmo! Sei que é lugar comum,mas Che tava certo... não podemos perder a ternura, jamais! :) Grande abraço

11:55 PM  
Blogger Flávio said...

Ricardo, a vida nos separa... mas o sentido de congraçamento nos une! É por aí, para não estarmos sós... abração! ;)

12:01 AM  
Blogger Flávio said...

Clarinha, bem definido: um terno desabafo. ;)
Por isso mesmo, não cabe vc agradecer: eis que nos tornamos parentes e amigos, do melhor jeito possível: Brincando com as Palavras! ;) Bjs

12:09 AM  
Blogger Flávio said...

Olhos doces, talvez a magia daqueles natais estivesse em não nos questionarmos tanto, né? ;) A juventude julga ser a eternidade. Como vc faz parte desta família... Bom Natal a todos nós! :) Bj grande, viu?

12:11 AM  
Blogger Flávio said...

Junior, tks, brother... tenho certeza que vc tem recordações semelhantes, viu? :) Abração

12:12 AM  
Blogger Flávio said...

Eduardo Inácio, gostei da sua colocação! Por isto, o Natal não morrerá jamais... :) Abração

12:15 AM  
Blogger Flávio said...

Ana Shirley, eu sabia que vc ia entender! Percebi, no seu post, essa nostalgia que vive em todos nós! ;) Bjs, vamos contagiar gente e fazer outros belos natais! ;)

12:17 AM  
Blogger Flávio said...

DB, sabe que vc tá com a razão? E melhor ainda é qd todo ano é assim! :) Abração, mano.

12:19 AM  
Blogger Flávio said...

Cristiano, OK, perdôo... mas não suma. Vc faz falta! :) Abraço gde, FELIZ NATAL!

12:20 AM  
Blogger Flávio said...

Serbon, mano, brigado pela preocupação... e acredite que sei: vai ser muito triste, sem a vovó! :( Mas a vida renasce sempre, e a vovó continua viva, em todos vcs.
Este, aliás, é um dos encantos do Natal... e da própria Vida. E sei que vc sabe disso! ;) Abração.

12:26 AM  
Blogger Flávio said...

Lou, agora pode ir. Mas volte logo! ;) Abração, bom Natal.

12:27 AM  
Blogger Flávio said...

Luma, acredite: era assim mesmo! Havia quase um cerimonial... e o pior é que a calça comprida, quase sempre, era herdada do irmão mais velho! :) Mas era muito legal, pode crer!... ;) Bjs, feliz Natal!

12:32 AM  
Anonymous Júnior said...

Flávio, também desejo um Feliz Natal a você e todos os amigos do site!

2:16 AM  
Anonymous Flavia Sereia said...

Flávio, eu te ajudo sim com o outro sistema de comentarios. Vai no site do www.haloscan.com e faça um cadastro lá.
Dai podemos fazer do seguinte modo, te mando o passo a passo de como criar conta e colocar o codigo no seu blog ou vc me manda a senha e login do seu haloscan e do blogger e eu coloco os codigos para vc, agora vc decide hehehe

bjs

4:02 AM  
Blogger Yvonne said...

Flavio, seu post foi comovente e bastante delicado. Que delícia ler as suas lembranças. Querido, desejo um Feliz Natal para você, familiares e amigos. Que sejamos abençoados por Papai do Céu. Beijocas

9:13 AM  
Blogger Flávio said...

Júnior, obrigado e idem... em nome de toda a galera, tb!:) Abração

10:43 AM  
Blogger Flávio said...

Xará, proposta aceita. Já me cadastrei o vou te mandar por e-mail nome de usuário e senha... o resto é com vc! :) Brigadão, viu?

10:49 AM  
Anonymous Enoisa said...

Flávio, engraçado como a vida faz coisas diferente na gente!! Ao contrário de ocê, ela tá me deixando alguém cada vez mais religiosa!! Minha relação com Deus, com o mundo e comigo mesma é totalmente diferente de 10 anos atrás! Sabe, sempre racionalizei tudo e prá tudo exigia explicações e posturas humanas coerentes. E por isso, vivia angustiada cobrando dos outros maneiras de encarar e viver a vida. Aí comecei a estudar filosofia e estudar sobre a minha religião. Sou católica. Descobri uma história pela qual me apaixonei! Li quase tudo!! Com as Encíclicas, conheci a visão religiosa da história do homem inserido numa sociedade em movimento. Com a filosofia, a visão racional dessa mesma história! Aí, passei a compreender um pouco mais a humanidade! Fiquei bem mais tolerante em inúmeros aspectos! As angústias já não existem o que não quer dizer que eu seja um poço de tranquilidade. Pena que a religião não seja bem comprendida até mesmo por aqueles que nela vivem!! Puxa, acho que falei demais!! rsrsrs Quero desejar prá ocê e sua família uma noite de Natal de muita alegria e paz!! Beijinhos!

10:49 AM  
Blogger Flávio said...

Enoísa, vc não fala demais... fala certo! Realmente, a vida nos torna mais tolerantes e compreensivos. Mas, talvez por isto mesmo, modifica-se a nossa maneira de pensar sobre as religiões... sem nunca deixar de acreditar em Deus, é claro! :) Bjs, felicidades a vc e todos os seus!

10:55 AM  
Anonymous *Bijou* said...

Olá, tudo bem?
É a primeira vez que venho ao seu blog, parabéns pelo talento que tens, você escreve muito bem. Suas palavras me prenderam do início ao fim.
Tenho muitas lembranças do Natal também. Na minha família a gente sempre passava o Natal na casa dos meus avós, e como não tínhamos carro, sempre íamos para lá de ônibus, pegando chuva... E muitas vezes os parentes não nos tratavam bem. Não era nada agradável, mas apesar disso tenho boas lembranças... Tento fazer do Natal atual uma data realmente única pra mim e pra minha família.
Abraços e boas festas.

2:09 PM  
Blogger Flávio said...

Yvone, obrigado pela gentileza. Felicidades tb para vc e todos os seus... que Papai do Céu abençoe a todos nós! :) Bjs

5:37 PM  
Blogger *Clara* said...

Ai que bom, até que enfim, encontrei alguém que ama o Natal assim como eu!!!

Muitos beijos, muita luz e muitas bençãos em sua vida e na vida de toda sua familia...

8:54 PM  
Blogger Flávio said...

Bijou, obrigado pela gentil opinião, viu? ;) E qt às lembranças de Natal... sempre valem a pena, não é? Fazem parte da nossa vida. :) Tenha um Natal feliz, com toda a sua família!

12:41 AM  
Blogger Flávio said...

Clara, acredite: somos muitos a amar o Natal assim: como parte das nossas lembranças... e tb da esperança no futuro. Muita luz e muita paz, para vc e todos os seus! :) Bjs

12:43 AM  
Blogger Paulinho said...

Feliz Natal, velhão. Espero-te para entregar-lhe o PERU. Cerveja gelada a partir das 19h. Te amo.

1:54 PM  
Anonymous *Bijou* said...

Olá meu caro! Fico muito feliz de ter conhecido seu blog há tempo de mandar-lhe um feliz natal! ^^
Espero que essa data seja muito especial e que você tenha um ano novo igualmente maravilhoso. Que vc consiga cumprir suas resoluções de ano novo!
Abraços!

2:15 PM  
Blogger Flávio said...

Paulinho, eu tb. Mas, amores à parte, sabe o que vc faz com o PERU?! Sabe?! Mas já passei aí hj... espero vcs amanhã! :)

2:04 AM  
Blogger Flávio said...

Bijou, obrigado! Qt às resoluções... nem as tomei ainda; falta coragem! :) Bjs, bom 2007!

2:05 AM  
Anonymous Anônimo said...

Beo relato.Gostei demais! Bons tempos aqueles.Boas festas para vc também e para todos os seus.

6:33 PM  
Blogger Magui said...

O anônimo fui eu.Nunca acerto este coments e o haloscan não quer abrir.
http://somagui.zip.net

6:34 PM  
Blogger Jéssica said...

Saudades de você, sabia?
Beijossssssssss

3:38 AM  
Blogger Flávio said...

Brigadão, Magui! espero que seu Natal tenha sido uma beleza... e o Ano Novo seja ainda melhor! :)

11:38 AM  
Blogger Flávio said...

Eu tb, Jess, eu tb. Espero que o seu Natal tenha sido muito bom e que o Ano Novo lhe traga tudo que vc deseja.. e bem merece! :) Bjs

11:39 AM  
Blogger Defensor, O Maldito said...

Saudações Flavio
Encerrei o ano no blog com uma parábola, só volto ano que vem.
Aproveito pra te desejar um Feliz 2007, repleto de realizações, paz e prosperidade!
Viva 2007!
Viva a vida!!!
Abraços

6:48 PM  
Blogger Flávio said...

Defensor, e com uma bela parábola, diga-se de passagem! Já a li! :) Grande abraço e um feliz ano novo, com muitas realizações!

10:06 PM  

Postar um comentário

<< Home