10.11.2006

A SAGA DO PIROCÃO


Sei que vocês não vão acreditar, mas juro que a história é real. Até pensei em pedir pra Márcia contar; certamente, ficaria mais engraçada. Mas resolvi conservar meu copyright.

Aconteceu em 2001, se não me engano. Eu assessorava a Prefeitura de uma pequena cidade do interior da Bahia, situada em uma das áreas mais turísticas do estado.

A cidade era (e é) até bonita, bucólica, sossegada, com lindas praias e uma barra onde um grande rio encontrava o mar; com manguezais, áreas para eco-turismo, artesanato e culinária próprios, tinha potencial para o turismo e praticamente nenhuma outra fonte de renda.

O problema é que a cidade fica localizada no fim-de-linha (ou cu-do-mundo) do pólo turístico, e não tinha dinheiro para investir em infra-estrutura, eventos ou divulgação. Em conseqüência, quase ninguém chegava até lá; e a economia do município andava cada vez pior.

Recém-eleito, jovem e disposto a trabalhar, o Prefeito encontrou uma forma original e barata de divulgar a cidade: como estávamos na época do Carnaval e naquele tempo era uma verdadeira febre a propaganda do sexo seguro, ele dirigiu a ornamentação da cidade nesse sentido.

Talvez até um pouco demais, convenhamos. A peça principal era uma enorme piroca (desculpem, mas não sei outra palavra para designar tão bem o troço), com 6 metros de altura, colocada na praça principal da cidade e vestida com uma “camisinha” de dimensões apropriadas.

Como se pode imaginar, a novidade causou furor; e não exatamente uterino, mesmo porque nenhum órgão sexual feminino existia que proporcional fosse. No interior da Bahia, essa coisa de “moral familiar” é tão mais rígida e antiquada, quanto menor for a cidade; e esta, eu já disse, era pequeninha.

Assim, enquanto os rapazes aproveitavam para, gaiatamente, marcar encontros com as namoradas “no pé da piroca”, os pais e mães de família reclamavam pra cacete (meio literalmente, no caso), apregoando que aquilo era o fim do mundo, a derrocada da moral, capaz de atrair terrível castigo dos céus.

Começou a pressão sobre o Prefeito; e ele resistia, impávido. Sem trocadilhos de gosto duvidoso, a cada dia o pirocão subia mais... e as famílias se sentiam mais ameaçadas. Como as casas, no máximo, tinham dois andares, logo o polêmico membro tornou-se a mais alta construção local e a “cabeça” arroxeada era avistada de qualquer ponto da cidade; um verdadeiro farol da devassidão, para a contrita comunidade.

Vai daí, formou-se uma comissão das senhoras mais austeras e religiosas (é politicamente incorreto falar “beatas” e “carolas”, fazer o que?), para falar com o Prefeito. O azar delas foi que em cidade pequena tudo se sabe, e ele já estava de saco cheio da pressão.


Por coincidência estávamos conversando no gabinete, bem na hora da audiência, e ele me pediu que ficasse, dizendo que seria rápido . Sentei-me a um canto, o mais discretamente que pude, e fiquei observando a cena, enquanto fingia ler uma revista.

Depois de muitos rapapés e muitas tossidas, a mais corajosa das bea... perdão, religiosas senhoras, tomou a palavra:

- Senhor Prefeito, queríamos falar sobre aquele monumento...

- Que monumento, minha senhora?

- Aquele que o senhor está construindo...

- Qual? No momento, não estamos construindo nenhum monumento. Deve haver algum engano.

- Aquele que o senhor está fazendo, na Praça Central...

- Ah! Aquela rola? O nome daquilo é rola, minha senhora. Não está parecida?

- Nós achamos aquilo uma indecência e...

- Não, minha senhora. O objetivo é conscientizar todos, sobre a necessidade de fazer sexo seguro; de usar a camisinha. As senhoras não sabem que a AIDS se tornou uma ameaça mundial e divulgar o sexo seguro é uma obrigação de todos nós? Estamos fazendo a nossa parte!

- Mas... o senhor precisava fazer um negócio tão grande?

- Rola, minha senhora... o nome é rola.

Aqui, a dona perdeu a paciência e quase gritou:

- Que seja! Por que o senhor precisava fazer uma rola tão grande?

O Prefeito fez uma cara de inocência e respondeu, fazendo com os dedos polegar e indicador aquele gesto que se usa pra pedir um cafezinho:

- Acho que foi pra compensar, porque a minha é deste tamanhinho...

Acabou a audiência. As senhoras deixaram violentamente a sala, enquanto eu me esforçava para rir o mais discretamente possível, nas circunstâncias. O pirocão ficou na praça o carnaval todo, preventivo e altaneiro; o lance obteve uma boa repercussão na mídia e o município foi bem divulgado. O Prefeito tem uma bela carreira política e hoje administra uma cidade bem maior.

E eu nunca me esqueci deste caso...

50 Comments:

Anonymous Clara said...

hahahahaha.... rindo e sem comentários... muito boa a história do pirocão, aliás...rs... eu não sabia que na Bahia o "bonitinho" era chamado assim... kkkk....

Beijo e bom feriado.

Não some hein, senti sua falta no blog.

2:54 PM  
Blogger Marcia said...

Hahaha Flávio essa história é muito boa pra ser minha :)

Eu não conheço nenhuma históra de pirocão hahaha

3:16 PM  
Anonymous Claudio said...

Flávio, estou rolando de rir com seu pirocão (ops)..quero dizer, com sua hilária estória do viril membro colocado bem no meio (ops 2) da praça. Fantástica estória !!! Hilária !!!! Parabéns de pé (como o pirocão).

abração

3:27 PM  
Blogger Olhos de mel said...

kkkkkkkkkkk Eu estive nessa cidade kkkkkkkk demais!!!!! Gostei da atitude do prefeito. Poxa... adorei esse texto! Até agora dou risada pensando na cara das beatas.
Bjs.

3:59 PM  
Anonymous Serbon said...

este post tá du caralho!!!

4:24 PM  
Blogger Flávio said...

Clara, esse lance de "bonitinho" é muito relativo, viu? Não acho! :) E não sumo, não... sinto falta de vcs! Bjs, lindo feriado

5:28 PM  
Blogger Flávio said...

Márcia, e essa é verídica, pode crer! Não tem aqueles exageros que costumam cercar as histórias de pirocão... ;)

5:29 PM  
Blogger Flávio said...

Cláudio, acredite no pirocão... digo, na minha história do pirocão; eu vi acontecer! E, realmente, não consigo imaginar um lugar melhor para assestá-lo, do que o meio da praça!... ;) Abração

5:31 PM  
Blogger Flávio said...

Olhos doces, tudo bem que vc esteve na cidade... mas espero que não tenha sido na época do pirocão solto, viu? deve ter sido mais perigoso que o Líbano! :) Falando sério, a cara das beatas realmente valeu a pena! :) Bjs

5:34 PM  
Blogger Flávio said...

Serbon, e já vem com camisinha... ou camisona, no caso! ;)

5:35 PM  
Blogger Mary said...

rsssss
Nossa eu venho aqui pra conhecer seu blog e dou de cara com uma postagem maravilhosa desta.Olha ri muito com a história.
Parabens pelo lindo blog.
Beijão pra você.

10:33 PM  
Blogger Flávio said...

Mary, obrigado pela opinião... bom que vc gostou. Agora, em termos de blog lindo... sou mais o seu, viu? :) Bjs

10:55 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Nem você e nem a cidade inteira esqueceu desse caso e te garanto que todas as bea..senhoras foram medir os monumentos dos digníssimos maridos, rsss
Fantástica história, duca!!
linda noite querido
beijosssssssssssss

11:31 PM  
Blogger Flávio said...

Duca, mesmo, Clarinha... literalmente! ;) Bjs, lindo feriado.

12:10 AM  
Anonymous cilene said...

hahahahhahahah...esse prefeito e melhor do que os que roubam...

1:15 AM  
Blogger Flávio said...

Cilene, já pensou um desses, na Noruega? :) Mas, falando sério,o cara é bom mesmo; trabalho com ele há um bocado de tempo!

1:18 AM  
Blogger Olhos de mel said...

Passando pra lhe desejar bom feriado!
Bjs.

9:31 AM  
Blogger Flávio said...

Olhos doces, tks. Pra vc tb, viu? :) Bjs

11:30 AM  
Anonymous Júnior said...

Flavio, voltei em boa hora. Este causo é engraçado demais! hehehe

11:33 AM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Lindo feriado querido com a força e alegria da criança!
beijosssssssss

12:15 PM  
Anonymous ETzinha said...

Boa história! rs. E o prefeito tinha personalidade! Mesmo sob pressão, se manterve firme! rs. E bom que o "monumento" funcionou! rs. Bjs.

12:52 PM  
Blogger Jéssica said...

Olha, tô pasma...rs... super-criativa a idéia. Mil pro prefeito e 2 mil pra você que ousou contar com tamanha simplicidade, que ficou ainda mais hilário. Melhor fazer um pirocão e tascar no meio da praça principal re-ativando a libido das senhoras em questão do que roubar nosso rico dinheirinho, o que não dá nenhum tesão, pelo menos ao roubado...rs... Adorei!!! Genial sua lembrança. E tem mais, se eu fosse a esposa do prefeito tinha sugerido que o dito-cujo fosse de madeira e daí fazer a brincadeira do pau-de-sebo. Já pensou?...rs... Ia ser uma beleza!!! Daí as 'senhoras' surtariam de vez...rs... Bom feriado, beijo*.*

1:04 PM  
Blogger Flávio said...

Júnior, vc andava sumido, mesmo... bem vindo de volta! :)

3:53 PM  
Blogger Flávio said...

Clarinha, brigado... e idem. Afinal, somos eternas crianças! :)Bjs

3:54 PM  
Blogger Flávio said...

Etezinha, e olhe que um monumento desse tamanho, pra funcionar é fogo! ;) Bjs

3:55 PM  
Blogger Laura said...

Flávio, eu desconfio que vc mente um pouquinho, mas a história está mto bem contada, vc é bom nisto- digo em contar estórias.:)
hihihi já estou me sentindo íntima, tb... mal chego aqui e vc me apresenta esta estória?
Abs, Laura

4:24 PM  
Blogger Flávio said...

Jéss, como se diz aqui na Bahia, você foi cruel: uma piroca de 6 metros de altura e de madeira? É muito pau! :) Ah! E pau-de-sebo tem que ser lisinho, viu? ;) Bjs, bom feriado! :)

4:25 PM  
Blogger Flávio said...

Laura, todo mundo mente um pouquinho, né? Mas esta é verídica, eu juro! Bom vc se sentir íntima... somos todos amigos! :) Bjs, lindo feriado!

4:28 PM  
Blogger Rita Contreiras said...

Flavinho! Que história engraçada!Que resposta merecida! Estou de volta. também senti saudades. estou enfrentando alguns desafios, mas em breve tudo estará tranquilo.Tem post novo. Aguardo vc. Bjs.

4:38 PM  
Blogger Flávio said...

Oi, Rita! Bom saber que vc tá de volta... mesmo pq é sinal que os desafios estão sendo vencidos! Você pode! :) bjs, vou lá ver...

6:28 PM  
Anonymous Blogue da Magui said...

Impagável.Eu queria ter assistido também.Êita prefeito maluco!!!

11:59 PM  
Blogger Loira em Fuga said...

kkkkkkkkkkkkk
cara achei muito engraçado!!! hahahahhahahahhaa
pirocão foi o melhor kkkkkkk
B-jusss e obrigada pelas palavrinhas no blog :P

12:00 AM  
Blogger Flávio said...

Magui, foi realmente impagável e o cara é raçudo, sim; precisávamos de mais alguns desses! :)

12:41 AM  
Blogger Flávio said...

Loira, bom saber que vc achou legal... e daqui não precisa fugir, viu? Volte sempre! :)

12:44 AM  
Anonymous junior said...

Meu, jura mesmo que o prefeito disse isso? Cara, adorei, é gente assim que assume papéis de destaque, gente com tamanho (oops!) despreendimento. ahahahah
E você Flávião meu broder, não tirou nenhuma foto encostado na rola?
Ai ai.. sensancional.

8:49 AM  
Blogger Flávio said...

Júnior, só disse... e com a cara mais inocente do mundo! Qt a tirar foto encostado em rola... tá doido, meu! pé de pato, mangalô, t'esconjuro três vezes! ;) Abração

9:10 AM  
Blogger Cristiano Contreiras said...

Flavio, meu amigo, saudades daqui!
Também estou de volta!

Como estás?


não vi meu link do Bonequinho por aqui, uma pena...

Bem, boa sexta!

10:54 AM  
Blogger Flávio said...

Cristiano, jura que não viu o teu link? Tira os óculos escuros... e olha embaixo da Loba! :) Bom ter vc de volta. Abração, lindo fds

11:36 AM  
Anonymous marconi leal said...

Hilário, Flávio! Absolutamente hilário! Ha! ha! ha! E olha que no Recife aconteceu uma polêmica semelhante, quando instalaram uma escultura de Brenand lá no Marco Zero da cidade...

3:00 PM  
Anonymous Enoisa said...

Muito legal seu jeito de contar história do...da...ops ainda sou muito nova prá falar tal nome!! rsrsrsrsrsrs Gostei demais daqui! Voltarei! Beijos!

3:09 PM  
Blogger Flávio said...

Marconi, o do Recife eu não sabia; mas este lance do pirocão, se acontece contigo, hein? :) Calculo a beleza de post que ia dar! ;)

6:12 PM  
Blogger Flávio said...

Enoisa, o espaço é nosso. Volte sempre, sim. Ah! Tb gostei do seu blog. Bjs

6:57 PM  
Blogger Tina said...

Amei! Beijos prá você. Eu volto, di novo (num falei?) rs

7:33 PM  
Blogger Flávio said...

Tina, falou... e disse! Volte sempre, sim! Gente boa é sempre bem-vinda. :) Bjs

7:40 PM  
Anonymous Flavia Sereia said...

E eu aqui curiosa para saber que cidade é essa hehehe

bjs

1:20 AM  
Blogger Jéssica said...

Oi, tudo bem?
O 'danado' ainda em destaque por aqui, né? E bombando...rs...
Ótimo final de semana pra você, beijo*.*

2:02 AM  
Blogger Flávio said...

Xará, vou te dar uma dica: é bem pertinho de vc! :) Bjs

2:31 PM  
Blogger Flávio said...

Jéss, e não é que o bichão tá emplacando, mesmo? :) Bjs, bom fds

2:32 PM  
Blogger Olhos de mel said...

Flávio, obrigada pelas palavras, pelo carinho. Bom final de semana pra você também.
Bjs.

6:44 PM  
Blogger Flávio said...

Olhos doces, tks; pra vc tb. Bjs, lindo fds! :)

7:51 PM  

Postar um comentário

<< Home