10.15.2006

INTERMEZZO


Sabe aqueles dias em que, de repente, uma lágrima escorre por seu rosto? As noites em que a lua cheia, a refletir dourada entre as nuvens, emociona você? Aquele instante em que uma música, no rádio do carro, lhe faz voltar ao passado?

Sabe aquele momento em que você enxuga o rosto, disfarçadamente, para que o resto da família não perceba que você chorou com o filme da TV? Em que uma criança lhe estende a mãozinha e essa simples confiança o comove? Em que a visão de um mendigo o enche de piedade?

Estes momentos existem, para todos nós. E nos fazem sentir a vida. Não é a felicidade que abre o coração do homem, mas a tristeza; porque é ela que o transporta para junto dos que sofrem. Ninguém entende senão o que sente.

Aonde eu quero chegar com isto? Em lugar algum. Nem sempre, somos pragmáticos; às vezes, escrevemos apenas para desabafar... ou para que uma idéia não se perca.

E esta me pareceu uma idéia interessante, que resolvi trazer para vocês. A de que a tristeza nos torna mais humanos, toca mais profundamente a alma, nos faz sentir mais vivos, na acepção da palavra. Faz mais aguda a percepção do que somos; dos nossos limites e do infinito que existe em nós.

Será? Talvez. Mas não fiquem tristes, por causa disto. A verdade é que não precisamos procurar a tristeza; ela sempre nos encontra.

Precisamos, sim, buscar a felicidade...



Talvez o título não tenha nada a ver, mas como hoje eu já escutei o Noturno de Chopin, o Bolero de Ravel, as Czardas de Monti e a Cavalleria Rusticana... até que explica! :)

62 Comments:

Blogger Olhos de mel said...

Flávio! Entendo perfeitamente tudo isso, até porque esses momentos me acontecem muito. A tristeza nos acomete por razões diferentes, mas apenas em nós é sentida e entendida exatamente em seus motivos e sua extensão. Mas felizmente é passageira, principalmente, que abrimos o coração. Há algum tempo atrás, eu guardava tudo comigo e sofria por vários dias, ia até o fundo do poço. Hoje, as coisas que me aborrecem, ou me entristecem, vou diretamente a fonte e falo. E, naquela energia dissipo tudo que me incomoda, renovando-me por inteiro. Mas o primeiro passo já foi dado. As lágrimas lavam e levam tudo. As musicas... essas eu também escuto e viajo, por lugares que só eu conheço. Espero que você melhore e volte ao seu tom despojado. Por favor, conte comigo! Que seu domingo se já feliz!.
Bjs.

9:26 AM  
Blogger Rita Contreiras said...

Concordo com vc de que a tristeza nos sinaliza aquilo que nos é comum: a nossa humanidade. Nos sensibiliza para o fato de que não estamos sozinhos no nosso sentir. De alguma maneira é um acordar de consciência, um olhar além do próprio umbigo. Mas ela tem que ser um primeiro momento para um movimento de vida diferente,uma ação diferente.Mas SENTIR é um presente que nos damos nesse mundo onde os sentimentos têm que ser abafados, disfarçados,envolvidos em embalagens até grosseiras. Vc é um privilegiado por perceber a importância do sentir e se permitir. Eu também sou privilegiada por ter a oportunidade de estar aqui e partilhar idéias tão profundas e necessárias ao nosso viver. Obrigada. Que o seu domingo seja rico em emoções e ações. Um abraço cheio de carinho.

9:28 AM  
Blogger Flávio said...

Olhos doces, a receita é ótima, mas para ir direto à fonte, é preciso saber o caminho. :) Eu falo daquele sentimento impreciso que às vezes surge em nós, entende? Sem que nem pra que... Bjs, tks, bom domingo! :)

11:08 AM  
Blogger Flávio said...

Privilegiados, Rita? Sem dúvida. A porta por onde passam os nossos sentimentos não diferencia entre tristeza e alegria; e não estamos vivos, senão enquanto a mantemos aberta. É por aí... e é um privilégio saber disto. ;) Abração, bom domingo!

11:12 AM  
Anonymous Cissa said...

é. a gente tem mais é que fugir da tristeza. mas sentimento exacerbado - que seja de felicidade! - faz falta. intensidade traz palavra bonita. eu não sei bem o porquê.

2:20 PM  
Anonymous Lourdinha said...

...sei...

4:36 PM  
Anonymous Márcia(clarinha) said...

Dias que tudo conspira a favor que o sol brilha e o vento é fresco e ainda assim o peito aperta e aciona a tal da melancolia que parece tristeza de não saber porque...
A tristeza nos acha e muito mais fácil que a felicidade :(
Lindo e feliz final de domingo querido
beijossssssssssss

5:30 PM  
Blogger Jéssica said...

Graças a Deus mesmo com problemas eu sou bastante feliz e é muito difícil alguém me ver tristonha. A vida é um dom maravilhoso e passa tão rapidamente, temos mais é que sorrir... e aprender até com as más coisas. Beijo e obrigada pelo comentário carinhoso*.*

5:41 PM  
Blogger Flávio said...

Cissa, por aí, mas não adianta fugir... a danada nos acha. Ainda bem que sempre passa... :) Bjs, bom fds

6:06 PM  
Blogger Flávio said...

Lourdinha, e esse aprendizado é importante, né? Nele, crescemos... ;) Bjs, boa semana pra vc! :)

6:09 PM  
Blogger Flávio said...

Clarinha, com certeza! Ainda bem que ambas existem... são a chuva e o sol, em nossa vida. :) Bjs, um lindo domigo...

6:11 PM  
Blogger Flávio said...

Jéss, tristonhos nunca! :) A tristeza vem e passa... o importante é sabermos aprender com ela. Bjs, boa semana.

6:15 PM  
Blogger Olhos de mel said...

Fávio, que seu dia tenha compensado as horas de tristeza. Bom finalzinho de domingo e que sua semana seja iluminada.
Bjs.

7:10 PM  
Blogger Laura said...

Flávio, eu ando assim há dias :(
Aproveito para escrever, criar aquela personagem solitária dos meus contos.
Dizem alguns que para escrever é preciso conhecer a triteza, nós conhecemos, né?
Um sorriso para vc
e uma semana sem lágrimas para nós.
Laura

8:04 PM  
Blogger Vera Fróes said...

Flávio, defendo a tese que felicidade é opção. Explico. Quando um problema se apresenta, podemos até ficar tristes, mas jamais cultivá-lo. Prefiro sempre ver o lado bom das coisas. "Odeio" pessimismo e a palavra odiar!

Abs.

9:18 PM  
Blogger Marcia said...

E além da música, jura que não bebeu mais nada? :)

9:20 PM  
Blogger Flávio said...

Olhos doces, não é bem tristeza... tá mais pra nostalgia. Pior que nem sei de que!...:) Bjs, boa semana

9:31 PM  
Blogger Flávio said...

Laura, eu ainda acho que tristeza e alegria são duas faces da mesma moeda. Não dá pra valorizar uma, se não tivermos conhecido a outra... Bjs, uma semana de sorrisos! ;)

9:33 PM  
Blogger Flávio said...

Vera, aí é que está. Esta nostalgia pode ser boa, na medida em que atiça a nossa sensibilidade, entende? Não implica em pessimismo, e muito menos em desânimo; eu tb "odeio" isso.. tanto qt a palavra! :) Abração, volte sempre. Tks

9:35 PM  
Blogger Flávio said...

Márcia, tá virando adivinha agora, é? Mas nada além de uma garrafa de tinto, eu juro!... :) Boa semana procê

9:37 PM  
Blogger Laura said...

Vc conhece a música "Copo vazio"?
eu coloquei outro dia lá:
http://lauravive.blogspot.com/2006/10/sempre-bom-lembrar.html
Fala disto.
bj Laura

11:28 PM  
Anonymous Enoisa said...

Flávio, prá falar a verdade, choro por qualquer coisa na frente de todo mundo!! Sou muito emotiva e tô quase o tempo todo emocionada por qualquer coisa, acredita? Saca manteiga derretida? rsrsrs E concordo com vc. A tristeza aproxima a gente da vida e dos outros. Abraços e uma bela semana prá ocê!!

11:41 PM  
Blogger Flávio said...

Laura, não conhecia; mas já vi e ouvi. :) Bonita, sim... e tem muito a ver! Bjs, tks

1:07 AM  
Blogger Flávio said...

Enoisa, eu realmente acho que é melhor ser assim. A gente vive mais intensamente... e desabafa. ;) Abração, bela semana!

1:09 AM  
Blogger Nilza said...

Olá!

Entrando pra conhecer e digo que adorei. Eu sei bem que dias são eses...
~~~~~~~~~~~~~~~~

Em alguns momentos nos sentimos frágeis e achamos que nos escondendo estaremos a salvo, espero com toda sinceridade que isso não lhe aconteça, mas se acontecer saiba que tem aqui uma amiga, que virtual ou não lhe quer bem.

Tenha uma semana tranqüila.

Beijos

8:16 AM  
Blogger luma said...

Em alguns dias estamos mais sensíveis ou melhor, tem dias que não conseguimos enganar a nós mesmos!! (rs*)
Boa semana! Beijus

9:29 AM  
Anonymous junior said...

Flávio meu querido, acho que você tá certo, a tristeza constroe de forma mais sólida que a felicidade.

9:31 AM  
Blogger Flávio said...

Nilza, tb gostei do seu blog e acho que vc está certa; realmente, há dias em que é muito forte a tentação de nos escondermos, e deixarmos passar o carro da vida... mas isso tb passa. :) Tks, bjs

9:59 AM  
Anonymous karen said...

Eu tbm sinto isso quase q diariamente...
é a vida!
bjus

10:00 AM  
Blogger Flávio said...

Luma, é por aí... acho que vc foi ao xis da questão! :) Bjs, boa semana

10:06 AM  
Blogger Flávio said...

Júnior, não é? E, entretanto, temos dificuldade em aceitar essa verdade. Abração, mano.

10:07 AM  
Anonymous Chris said...

É sempre na tristeza, na nostalgia e na solidão que me encontro. Sem saber porque vez em quando o coração aperta.... É bom para que não esqueçamos que ele está lá!

Beijos e linda semana pra ti!

10:22 AM  
Blogger Dono do Bar said...

Muitas vezes sou tomado por uma tristeza que também não dá para explicar. Ou melhor, dá. Mas quem quer saber? Neu eu! Chorar faz bem pro coração.

Abraços.

DB.

11:04 AM  
Blogger Flávio said...

É por aí, sim, Chris... às vezes, precisamos do silêncio da tristeza, para ouvir o nosso coração. Uma linda semana... e parabéns pelo teu Dia das Crianças, viu? Foi uma beleza! :)

11:13 AM  
Blogger Flávio said...

DB, com certeza! Ainda é o melhor remédio! :) Abração

11:15 AM  
Blogger Flávio said...

Karen, faz parte... e ainda bem que faz parte, né? ;) Bjs, boa semana

11:22 AM  
Blogger Mani said...

Que texto lindo! Laura tinha razão...

12:43 PM  
Anonymous Chris said...

Acabei de ler o post anterior.... hilário.... impagável esse prefeito, heim?? rsrssrs

Bjim

1:11 PM  
Anonymous ETzinha said...

Por que a felicidade é tão difícil de ser encontrada e a tristeza sempre nos encontra com tanta facilidade?
Mas tem razão: a tristeza nos aproxima dos outros. Não podemos entender os outros se nunca sentimos o que eles sentem... Beijos.

3:18 PM  
Blogger Tina said...

É sempre bom olhar para dentro, chorar lava a alma.

Com vinho tinto, a volta por cima.

beijos e boa semana!

3:43 PM  
Blogger Flávio said...

Mani, obrigado. Tentaremos continuar merecendo a presença de vcs. :) Gostaria de ver o teu blog, mas não consegui chegar até lá. Qual o endereço?

5:47 PM  
Blogger Flávio said...

Chris, o cara realmente é bom... e tem consciência disto. Tanto que abusa um pouco... ;) bjs

5:49 PM  
Blogger Flávio said...

Etezinha, excelente pergunta... há um tempão, tento respondê-la! :) Aí no link do Acalanto, tem algumas das tentativas, se vc for curiosa... :) Bjs,

5:53 PM  
Blogger Flávio said...

Tina, com vinho tinto e boa música... tudo melhora, né? Santa receita! :) Bjs, boa semana

5:56 PM  
Anonymous Anônimo said...

não reclame tanto, Flavio... ao menos não te mandaram plantar batatas!!!! ;)

PS - aqui é o Serbon, não tá entrando o campo pra digitar nome e blog...

10:35 PM  
Blogger Flávio said...

É, Serbon: esta semana, não! ;)

PS- Este blogspot tá cheio de problemas, mesmo. Tou sofrendo, pra inserir a imagem!

10:39 PM  
Anonymous Flavia Sereia said...

Nossa que post sentimental, gostei da sua observação de que é a tristeza que nós faz humanos, mas é a felicidade que devemos procurar. Amei

bjs

4:07 AM  
Anonymous cilene said...

FLavio vc esta correto..a gente so sabe o quanto doi quando esta sente a dor...nunca fui preconceituosa, mas agora sei quanto doi ser diferente..e nao sabia disso ate mudar para Noruega..vc tem razao quando diz que a tristeza sempre vai nos achar..vai mesmo...a felicidade e dificilmente nos acha..acho que esta meio confuso meu comentarios, mas como vc disse: as vezes e so um desabafo...ou um pensamento..ou uma tristeza

5:08 AM  
Blogger Flávio said...

Xará, mas é verdade! Não é? ;) Abração, boa semana

12:42 PM  
Blogger Flávio said...

Cilene, os três valem a pena: o pensamento, o desabafo e até a tristeza. E os diferentes sofrem, sim... mas são eles que mudam o mundo! ;) Abração.

12:45 PM  
Anonymous Anônimo said...

publiquei mais textos lá... tem um até com fundo político. vc vai se surpreender... ;)

ass - Serbon

1:21 PM  
Blogger Mago said...

É verdade, a tristeza e o sofrimento são os caminhos que nos chegam a fim de tentar nos elevar o sentimento e o espírito. Um grande abraço e tudo de bom, ótima a frase final sobre buscar a felicidade porque a tristeza nos encontra!

1:43 PM  
Anonymous Anônimo said...

Olá! Vim agradecer a sua visita e quando quiser volte sempre.
Bjs

3:13 PM  
Anonymous marconi leal said...

Sem dúvida a tristeza nos torna mais humanos, Flávio. Não a da depressão profunda, claro, mas essa tristeza que nos faz sentir humanos e falíveis. Esta agrega os homens e nos faz ver, no outro, um semelhante.

3:49 PM  
Blogger Flávio said...

Serbon, mano, vc ainda não tá conseguindo comentar com seu nome do blog? Isto, sim, me supreende! :) Vou lá ver.

5:18 PM  
Blogger Flávio said...

Mago, obrigado. Mas é uma baita verdade, não é? Abração

5:19 PM  
Blogger Flávio said...

Anônimo, não tem de que agradecer! E eu volto, sim. Mas, se vc colocar o nbome do blog, fica mais fácil!... :) Abraço grande

5:20 PM  
Blogger Flávio said...

Marconi, por aí. Eu acho que a tristeza e a felicidade abrem as portas do nosso coração, mas a tristeza as mantém abertas por mais tempo... ;)

5:22 PM  
Blogger desassistidas said...

Oi Flávio, liiiindo o texto...buscaremos sempre ser feliz, pois temos mais tempo do que vida...

Hoje as 20h tem desassistidas no AR, visite o nosso blog e saiba como ouvir.

Abraços, THA

6:20 PM  
Blogger Flávio said...

THA, essa é exatamente a idéia. Hj, infelizmente, não vai dar... mas não faltarão oportunidades, espero! Vem cá.. ganhamos o blog da quinzena? Abração

6:34 PM  
Blogger Jéssica said...

Felicidade e tristeza são parceirinhas e têm um acordo entre si, qdo uma chega a outra se vai. Beijo*.*

7:15 PM  
Blogger Flávio said...

Jéss, é por aí. E, ao contrário do que se pensa, um sorriso não indica necessariamente a felicidade; nem uma lágrima a tristeza... ;) Bjs

8:41 PM  

Postar um comentário

<< Home