5.17.2006

DEIXA VER SE EU ENTENDI DIREITO...


Deixa ver se eu entendi direito: há dois dias, o presidente Lula disse, a várias emissoras de TV (eu assisti, inclusive): “Ninguém vai ser mesquinho de usar esta tragédia na campanha”, referindo-se aos ataques do crime organizado em São Paulo.

Pois é: hoje, o Genro dele (não o marido da filha do Lula, mas o ministro), também diante de várias câmeras de TV, já desceu o pau no Alckmin, que acusou de ser o grande responsável pelo colapso da segurança pública paulista.

Bem, na melhor das hipóteses temos um ministro mesquinho. Mas, confesso, o ataque só me surpreendeu pela rapidez; eu já havia cantado essa pedra. Quem duvidar, é só ver o post anterior.

Mesquinhos e previsíveis, esses nossos políticos...

* * *

Deixa ver se eu entendi direito: o governador e o chefe da segurança carcerária de São Paulo juraram que não houve acordo com os criminosos, para que os ataques fossem encerrados.

O curioso é que 60 TVs foram instaladas nos presídios, para que os presos possam assistir a Copa do Mundo; era uma das reivindicações dos criminosos.

E o mais curioso ainda é que nem o governador nem o assessor japonês sabem de onde veio o dinheiro para comprar esses aparelhos; se quem pagou foi a população ou o próprio PCC.

Vai ver, caíram do céu; ou papai Noel se adiantou e trouxe logo.

E não houve acordo, não é? Então, tá! Se eles disseram...

* * *

Deixa ver se eu entendi direito: no novo pacote de segurança, que o Congresso Nacional pretende votar, há uma proposta para que as operadoras de telecomunicações instalem bloqueios de telefone celular, nas áreas próximas aos presídios.

Ou seja: embora os caras estejam presos e os visitantes sejam revistados, a polícia assume que é incapaz de impedir a entrada de celulares nas prisões, e pretende que as operadoras bloqueiem os sinais, prejudicando a quem, por azar, mora perto das carceragens. Será que é isso mesmo?

Bem, se eles não podem impedir a entrada de celulares, conseguirão impedir a entrada de armas? Ou até mesmo a saída dos presos?

Podemos dormir tranqüilos, né? São bem seguros os nossos presídios!...

12 Comments:

Anonymous Anônimo said...

É, cada um aproveita o lance em seu benefício na campanha eleitoral. É um jogo de palavras para confundir mesmo. Ninguém explica coisa alguma, até porque ninguém sabe nada. Deve ser o vírus que continua fazendo vitimas dentro da política. Sinceramente, não acredito que a polícia seja tão incapaz, mas condizente e com rabo preso. E o acordo que fizeram e cinicamente dizem não ter havido? É tudo muito sujo... Ninguém merece!
Presos mesmo somos nós, meros espectadores desses espetáculos.

7:08 AM  
Anonymous Serbon said...

Mestre Flavio, hoje ouvi no rádio um comentário tão pertinente quanto teu post - no episódio recente do roubo de armas do Exército do Rio, quando houve toda aquela "mise-en-scène" de ocupação de morros, etc, também não houve acordo com os traficantes? os milicos encontraram as metralhadoras enferrujadas deles e os traficantes puderam voltar a vender seus "sacolés" em paz. parece que vai virar tradição isso aí...

8:28 AM  
Blogger Paulinho said...

Não sei o que pensar. A globo fez uma série de reportagens especiais sobre a reação da polícia de NY nos últimos vinte anos. Vi uma matéria sobre bloqueadores de celular muito eficazes e que bloqueiam ambientes sem prejudicar suas adjacências. Parece que temos muitas alternativas, mas o que falta é vontade política, trabalho e competência. Claro que não tenho a globo como referência e não sou analista político, mas o que não ajuda atrapalha e qualquer um pode ver o caos na política do Brasil. É ano de eleição e eu vou arriscar um erro novo e não continuar no mesmo.

10:32 AM  
Blogger Flávio said...

Anônimo, vc sintetizou bem a questão. Com polícia e políticos de rabo preso, os chefões fazem da cadeia um hotel, de onde dirigem suas operações. Presos estamos nós, os ditos "cidadãos"...

11:06 AM  
Blogger Flávio said...

Pois é, mano Serbon. Com tantas "soluções diplomáticas", talvez seja melhor desativarmos os órgão de segurança e entregarmos essas questões ao Itamaraty... :)

11:08 AM  
Blogger Flávio said...

Paulinho, o que eu acho, na questão dos bloqueadores, é que é um verdadeiro desaforo uma prisão NÃO CONSEGUIR IMPEDIR que um preso tenha e use um celular; então, vai impedí-lo de fazer o que? Qt à nossa política, está realmente um caos; e, pior, pelos candidatos só poderemos escolher entre manter o erro velho ou optar por um novo...

11:13 AM  
Anonymous Rappha said...

É, professor, acho que já podemos apostar, sem medo de erro, que esta camapnha também vai ser de baixo nível.

6:33 PM  
Blogger Flávio said...

Rappha, com certeza o nível vai ser baixíssimo, sim. Agora, me conta aí uma novidade... :)

6:59 PM  
Anonymous Lourdinha said...

Engraçado... é que cidadãos comuns não entram em bancos portando celulares!
Deixa ver se entendi direito: campanha de baixo nível??????????????????
Ah... deve ser em Paris!

8:20 PM  
Anonymous Serbon said...

onde está o mestre Flavio?!!!
Serena, você tem algo a ver com isso???

4:30 PM  
Blogger Flávio said...

Lourdinha, realmente não deixa de ser engraçado... e este é exatamente o meu ponto: não entendo PORQUE a polícia não consegue impedir a entrada de celulares em presídios! E, se não consegue, como vai impedir a entrada de armas e similares? Ou seja: os presos só não fazem, nos presidios, o que não querem?! Popr outro lado... teu caso com Paris é mesmo sério, hein? ;)

11:53 PM  
Blogger Flávio said...

Serbon, acho que deste ocorrido preciso inocentar a nossa querida Serena; a menos que tenha sido praga de troll, é claro! Aliás, notei que ela não apareceu por aqui estes dias, o que me deixou triste: é difícil imaginar a vida sem ela e sem o Mainardi. Qt ao que ocorreu, explicarei com detalhes no próximo post, talvez amanhã... digamos que pulei uma fogueira. E muito obrigado pela preocupação, viu, mano? Abração.

11:57 PM  

Postar um comentário

<< Home